As telenovelas

As telenovelas embora apresentem enredos pouco originais, com tramas cujo final é previsível tem mudado seu perfil ao longo da última década. Muitos autores e roteiristas têm dado ênfase em temas polêmicos em suas tramas. Temas que permeiam desde questões relativos à saúde, à ética, ao preconceito, ao sexismo: homo e heterossexualismo, ao liberalismo, à religiosidade, à crenças e outros tantos. Entretanto, percebo uma forte cultura presente nas poucas tramas que tive oportunidade de acompanhar que é um forte apelo estimulando à ruptura e mudança de comportamento, principalmente dos jovens. Não somente as novelas Globais, num geral as telenovelas querem (na briga por audiência) ser uma mais ousada que a outra. Neste sentido, reproduzem em suas cenas modelos e comportamentos não comuns ou generalizados para determinada etária. Como exemplo, posso citar o das jovens homossexuais, que no ambiente escolar não sofriam nenhum preconceito (apenas na família). Outro exemplo é o forte apelo sensual que não respeita nem mesmo o horário da transmissão das referidas novelas. As atrizes, cada vez mais produzidas e turbinadas estimulam ao consumismo irracional, onde a embalagem vale mais que o conteúdo. Com isso a mídia dita normas! Alguns dizem: mas é tudo ficção! Sim, é ficção, mas as pessoas, os jovens e até os idosos não vêem assim…
Quanto ao racismo, tanto cultural, sócio-econômico, racial ou sexual é atenuado pelas novelas. Raramente aparecem cenas que representam a realidade. Há sim às vezes uma divulgação ilusória de que certos comportamentos são normais e devem ser aplaudidos porque são “lindos!”. Mas na vida real, os que tentam reproduzir determinados comportamentos sofrem com a rejeição, o preconceito e a incompreensão. A família, até na novela não consegue cumprir suas funções, isso é real. Mas nas entrelinhas, muitas novelas estimulam a rebeldia, a traição, a violência, a intolerância e o desapego. As novelas revelam a fragilidade das relações atuais e leva o telespectador a torcer, muitas vezes pela sua dissolução…
Podemos aprender muito com as novelas e utilizá-las no cotidiano da sala de aula, como fonte de discussão e exemplos bons e ruins de situações da vida, da exposição, da mídia, do consumismo, da excentricidade, da apelação sensual, dos costumes e tradições e principalmente da ética.
Texto produzido para o curso do E-Proinfo A Utilização das Ferramentas da Internet na Sala de Aula Leitura crítica das mídias.
By: Juciene Bertoldo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s