Curriculo de referência de Artes e apostilas

O Currículo de referência de Arte para o Ensino Médio em Goiás abrange: Artes Visuais, Teatro e Música. O desafio é trabalhar três modalidades distintas a cada bimestre. Por se tratar de uma disciplina que na maioria das vezes tem apenas uma aula semanal… não é fácil preparar tanto material. Veja abaixo o Currículo de referência bimestralizado de Artes para o Ensino Médio de Goiás e algumas sugestões de apostilas…

CURRÍCULO DE ARTES VISUAIS – EM

CURRÍCULO DE ARTE – EM – TEATRO

CURRÍCULO DE ARTE – EM – MÚSICA

Sugestões de apostilas:

Apostila de Artes Visuais, Teatro e Música – EM

Artes Visuais e História da Arte – Ensino Médio

Apostila de Artes – Educação Artística – EF

Apostila de Arte – EM

Livro de Arte – EM – SEE Paraná

 

 

 

Sugestões de Atividades de educação Física para o PIA

Durante o Período de Intensificação da Aprendizagem serão desenvolvidas atividades lúdicas e oficinas. Uma sugestão para dissipar as energias e tornar o período mais participativo e interessante. Segue então 3 atividades (jogos de quadra) para o trabalho com alunos do EF e Médio.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES – EDUCAÇÃO FÍSICA

SABONETEBOL

São divididos dois times com o mesmo número de participantes, no lugar de uma bola o professor utilizará um sabonete, e as metas serão baldes com água que irão se encontrar dentro de um quadrado de 2×2 metros ao final de cada lado da quadra. O jogo começa com o sabonete saindo do balde da equipe que ganhou a saide de jogo, o jogador que esta de posse do sabonete não pode sair do lugar, e deve passar o sabonete jogando o mesmo para seus companheiros que podem se locomover na quadra sem a posse do sabonete. O jogador adversário não pode encostar no jogador que esta com o sabonete pois o mesmo estará cometendo uma infração. As infrações são cobradas da lateral da quadra e o sabonete deve ser molhado toda vez em que for cobrar uma falta ou lateral. O objetivo do jogo é jogar o sabonete dentro do balde do adversário.Enquanto o sabonete estiver em jogo nenhum aluno pode entrar no quadrado do balde.

CORRE QUE A BOLA É SUA !

- Divisão por duas equipes (em colunas).
– A primeira pessoa da fila (equipe A) deve chutar a bola e dar o maior número de voltas possíveis ao redor de sua própria equipe, enquanto a equipe adversária (B) corre na direção da bola.
– Quando a equipe adversária (B) formar a fila novamente na frente da bola (sendo que esta já esteja parada!) encerra-se a contagem de voltas.
– A primeira pessoa da equipe (B), que correu atrás da bola num primeiro momento, agora, deverá chutá-la, invertendo os papéis das equipes.
– Quem chuta vai para o final da própria coluna e ao final de um determinado tempo (ou depois de todos terem chutado a bola), soma-se o número de voltas de todos os integrantes e vence a equipe que, logicamente, tiver mais voltas completadas.
– Uma variação, que deixa a atividade mais dinâmica, é fazer com que a primeira pessoa da equipe de “defesa”, após o chute do adversário, AGARRE a bola o mais rápido possível.
– E não fique ESPERANDO que a bola, simplesmente, pare.
– Material: bola.

ARTILHARIA

- Divisão por duas equipes, em campos diferentes, que possuem objetivos em comum: proteger seu tripé (bandeira) e derrubar o do adversário.
– Para cada criança, existirão duas bolas de borracha (pequenas), porém, não é permitido TOCAR em outra bola estando com OUTRA na mão.
– Os jogadores só podem ser queimados quando invadem o campo do adversário (atacantes não podem queimar jogadores da defesa, que estejam em seu próprio campo).
– Quando queimado, o jogador deixa sua bola e o jogo naquela rodada.
– A equipe que conseguir derrubar o tripé adversário primeiro marca um ponto. Os jogadores de defesa não podem invadir a área de ataque (círculo que está dentro de seu próprio campo).
– ATENÇÃO: a estratégia, neste jogo, faz a diferença entre a vitória e a derrota. Ataques individuais, em muitos casos, não representam ameaça ao time adversário, pois o atacante será queimado facilmente.
– Ataques em duplas, trios ou até mesmo de quase toda a equipe, ao mesmo tempo, são mais eficazes. Um defensor contra dois atacantes é, praticamente, um ponto no placar! Esta atividade fica muito mais dinâmica e divertida quando os jogadores arriscam e se expõem mais ao ataque.
– Variação: ao invés de bolas, pode-se utilizar bexigas com água.
– Material: bolas pequenas de borracha, tripés de madeira.

FONTE: http://coordenadorarenata.blogspot.com.br/2011/01/jogos-de-quadras.html

Manual de Aulas Práticas de Ciências e Biologia

Trago pra vocês um manual de aulas práticas de Ciências e Biologia do Profº Leonardo Pereira dos Santos (Organizador) – UFPR. As práticas são interessantes e com mateirais acessíveis e recicláveis.

Manual de Aulas Práticas de Ciências e Biologia

Simulado Online 5º e 9º Ano – SPAECE – Matemática

Mais simulados online. Você professor pode incentivar seu aluno e prepará-lo para a Prova Goiás através destas atividades!

Simulado do Spaece – Matemática

5º Ano:

Simulado do Spaece - Matemática 
9º Ano:

Simulado On-Line do Spaece

Matemática – Bloco 01

Simulado On-Line do Spaece

Simulado On-Line do Spaece 
Matemática – Bloco 02

Simulado On-Line do Spaece

Simulado On-Line do Spaece 
Matemática – Bloco 02

Atividades – Poliedros e Não-Poliedros

Simulado On Line – Prepare seu aluno para Prova Goiás e Prova Brasil

O Programa de Avaliação SPAECE – Ceará, equivalente a nossa Prova Goiás, avalia alunos para a e os prepara pra Provinha Brasil. Os professores do SAEMU, criaram testes online para preparar os alunos do 2º, 5º e 9º ano.

Simulado Provinha Brasil – 2º Ano

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/provinhabrasilsegundosemestre2008.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/provinhabrasilprimeirosemestre2008.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/provinhabrasilsegundosemestre2009.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/provinhabrasilprimeirosemestre2009.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/provinhabrasilsegundosemestre2010.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/provinhabrasilprimeirosemestre2011.htm

Professor, Atenção!

Lembre-se de seguir rigorosamente as instruções, só lendo as partes ilustradas pelo simbolo do megafone.

Simulado 5º Ano:

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/simulado_do_spaece_portugues_BLOCO2.htm

Simulado – Língua Portuguesa – 9º

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/simuladoportuguesnonpanospaece_1.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/simuladononoanoportuguesbloco4spaece_1.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/simulado_do_spaece_portugues_BLOCO2.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/simulado_do_spaece_portugues_BLOCO2.htm

http://www.anossaescola.com/cr/testes/dulcilene/simulado_do_spaece_portugues_1.htm

 

 

 

Fórum: Quem aí nunca foi vitima de um mau professor?

Diante de tantas discussões sobre a prática pedagógica do professor regente e das reformas que estão ocorrendo na educação pública em Goiás (SEE-Goiás) em que muitos professores e gestores sentiram na pele o impacto das mudanças, umas compreendidas, outras nem tanto, então vem à tona a questão: como anda a prática pedagógica do professor? porque é tão urgente resgatar o professor? o que tem ocorrido entre as quatro paredes da escola? o professor está preparado para a geração Y na sala de aula contemporânea? As reclamações publicadas em muitas redes sociais, comunidades e blogs dão uma idéia da insatisfação do alunado… e aí? de quem é a culpa? ou são vários os culpados?  Existem todos os tipos de declarações: o professor autoritário, o mal amado, o incompetente, o competente, o estrela, o dono da verdade, o cyber-analfabeto, o “mãezona” entre outros inúmeros. Uma das comunidades com maior número de segudores é “Tomara que o professor falte” e “Eu odeio o professor de…” e outras várias. A situação anda crítica! com a degradação moral e familiar em alta, a ausência e incompetência do poder público, em criar e fazer cumprir as leis e a  omissão da igreja tem contribuído para um quadro cada vez mais catastrófico na educação pública, e conseqüentemente na sociedade. E você, o que pensa sobre isso? já foi maltratado na escola? injustiçado? agredido física ou verbalmente? já vou isso acontecer a um colega? conte aqui sua história (mas não cite nomes, nem instituições!):

A calça que deformou as mulheres…

A calça cocota ou Saint-Tropez (santropê), moda dos anos sessenta… pegava bem com tudo, anéis, brincos, blusa estilo indiana, longas madeixas coloridas e etc. O que ninguém imaginaria é que com o apego à moda e a mudança nos hábitos alimentares a mulher desenvolveu grandes culotes (“pneus”)em boa parte em decorrência da saint-tropezapertadíssima… agora não é fácil simplesmente aderir a cós alto, o corpo já se deformou e a cintura dupla só sai na faca!

                                                                   Fonte da imagem: ateliedasletras.blogspot.com

Aderir ao cós alto não é tão simples, porque não pega bem pra todas… Nas altas e magras define melhor a cintura (aliás, pouca coisa não fica bem em altas e magras rsrsrrs!). Então o que sobra para as pobres mortais que não querem ou não podem entrar na faca, é se adaptar e malhar.

                                                       Fonte da imagem: recalight.blogger.com.br

Pra disfarçar, existem cintas modeladoras milagrosas, tipo a promovida pelo famoso “Dr. Ray” (Shapewere) ou modelos similares que tornam as curvas mais assimétricas. Porém o efeito é temporário e quando se chega em casa, a banha desmorona. Se, falar que é impossível ficar várias horas com aquelas “narquias” apertando a virilha…
 

                                                                          Fonte da imagem: todaoferta.uol.com.br

Resta apelar pra moda dos “Chemisier”, das batas, com tudo larguinho, uns franzidinhos delicados, não tão grandes, nem pequenos que deixa o visual leve e dá ares de liberdade. Veja os Looks das novelas e aprenda a montar o seu próprio visual descolado. Mas não abuse, a moda que ao mesmo tempo favorece as cheinhas, deixa a gente cada dia mais relaxada…

Queimadas criminosas continuam em Quirinópolis

Queima da cana na região da Sete Lagoas, 20-08-10. De repente, virou noite!

Para a tristeza e o desespero da população, as queimadas continuam intensas nos canaviais de Quirinópolis. Todos os dias nos deparamos com fuligem e cinzas que sujam nossas casas, roupas e pioram ainda mais a qualidade do ar cuja umidade relativa tem atingido níveis críticos. O que a população pode fazer? a quem recorrer? ao Ministério Público? à Secretaria do Meio Ambiente? ao IBAMA? Será que nenhum desses órgãos, cuja função primordial é zelar pela qualidade do meio ambiente e fiscalizar as ações de empresas e proprietários rurais cujas áreas plantadas constantemente são queimadas por “criminosos”…
Ou será o motoqueiro fantasma?
Infelizmente estamos à deriva… largados às mãos dos poderosos… resta-nos a fuligem, as cinzas e o céu negro…

Labaredas da morte: animais silvstres, mata nativa… vai tudo….

POEMA TRISTEZA: QUEIMADAS

1
Oh que crime cruel comete o homem ,
ao tesouro vital que lhe foi dado ,
fonte de vida , que bem conservado
livra–lo-ia dos males que o consomem ,
são florestas inteiras que se somem ,
a moto serras e fogo consumidas ,
cinzas provinda de milhões de vidas ,
cruelmente da terra erradicadas .

2
Ao olharmos a terra devastada ,
que tamanha explosão ali houvera ???
que mesmo sem deixar qualquer cratera ,
só deixara de resto a fumarada ???
que dor ver a floresta assim tombada ,
para onde irão os seres que a habitam ?
como serão pessoas que só fitam ,
lucro material , sem ver mais nada ?….

3
Não podem ser a feras comparadas ,
estas não por prazer destroem a vida ,
mas somente na luta por comida ,
em parâmetros da LEI por DEUS criada .
O homem no entanto não vê nada ,
quando por ímpia ambição movido ,
não vê que detendo a ação terá detido
o baraço , á prole condenada . 

4
E na floresta já desvirginada ,
as moto serras com avidez movidas ,
fazem por léguas , assim serem ouvidas ,
como hinos da morte decretada
a mata , que espera ali calada ,
suas vozes que zumbem ,roncam , guincham ,
penetrando nos caules , que destrinçam ,
e transformando tanta vida em nada .

5
As árvores que ali são derrubadas ,
provocam sons tão tétricos e medonhos,
que nem talvez , no mais terrível sonho ,
pudessem ser tais vozes escutadas .
Contrastam com as outras tão caladas,
que acostumadas ao ciciar do vento
escutam agora o último lamento,
das irmãs que vão sendo executadas .

6
Calam se as aves , já mais nada brada ,
os pássaros já nas copas não voejam ,
e nesta vasta área não adejam ,
os ali faziam sua morada .
O som da morte paira , e ali mais nada ,
além da própria morte já habita ,
e o homem que executa esta desdita
tripudia da vida derrotada .

7
Já após ser a área devastada ,
deixam-na crestar ao sol que ali parece
raios de puro fogo e desverdece
por três meses a mata ali prostrada.
Ansiando o fim da empreitada ,
finalmente após fazerem aceiros ,
vem o homem cruel , “o açougueiro” ,
chegam um fósforo à macega , e o fogo brada .

8
Do corpo da macega ele se espalha ,
penetrando na mata ali caída ,
por três meses de sol tão ressequida ,
que terrível se alastra como em palha
Transforma-se em labaredas e amortalha
todo animal que para ali volvera ,
e com o tremendo caos os envolvera
transformando-os em cinzas de fornalha . 

9
Os troncos a queimar ,zunem , assobiam ,
como o desesperado grito de uma prece ,
como se a seiva que em si houvesse ,
fosse resto de vida que teriam
e que o som que então , ali enviam ,
fossem alertas aos homens que perpetram
crime hediondo , e que assim encetam ,
viagem ao próprio fim que enunciam .

10
Sobem as labaredas , e ao céu clareiam
num imenso rubor que ao longe ver-se .
como se o próprio céu fosse acender-se
na maldade dos homens que as ateiam ,
e a oblação na pira que incendeiam
fosse por DEUS ali indeferida ,
pagando os homens com a própria vida ,
o preço vil do mal que ali semeiam .

11
Estalam os galhos secos , e as folhagens ,
tostadas pelo sol são consumidas
com rapidez de pólvora , e reduzidas
a fino pó levado nas aragens .
nos aceiros da roça , ali na margem ,
a aba da floresta é atingida
e árvores gigantescas , ainda em vida ,
são pelo fogo ,em pé , ali crestadas .

12
As labaredas rodopiam aos ventos
por centenas de metros assim subindo ,
e velozes , avançando , vão-se indo
a cobrir toda área em momentos ;
conseguem-se imaginar todos tormentos ,
que o escrito mais maniqueísta
e Dantesco que haja , não registra ,
e ouvir-se toda classe de lamentos .

13
Choram ali os vergéis que se consomem ,
chora o vento que ao fogo ativa e alastra ,
chora o clarão da chama que alabrastra
e a noite ; e a escuridão que ante ele somem ,
choram as chamas que aos troncos lambem e comem,
de desespero o próprio fogo chora ,
na tremenda aflição daquela hora ,
lá todos choram , só não chora o homem .

14
Ah ; que torpeza , quanta ignorância,
deste ser racional que se intitula
o mais sábio dos seres , e se rotula
de ser superior ;quanta arrogância .
talvez até que na primeira infância ,
assim o fosse , mais ali deixara ,
toda bondade que de DEUS ganhara
agindo agora em pura discrepância .

15
OS HOMENS seres maus e abjetos ,
que só poluem , corrompem e desvirtuam ,
e em toda área da terra onde atuam 
sacrificam a paisagem aos seus projetos ,
e embora existam ainda uns poucos retos ,
poluem os rios , os mares e o próprio espaço ,
e a terra que os abriga em seu regaço
Um dia OS AFOGARÁ em seus DEJETOS .

Mestre Egidio
Fonte: http://www.luso-poemas.net/

Rapel super radical no acampamento da Biologia

Foi um sucesso o 2º Acampamento Ecológico da Biologia. Além das atividades de pesquisa com aves, anfíbios e quirópteros os acadêmicos fizeram trilhas, tomaram banho de cachoeira, escalaram encostas de serra e desceram em rapel. O Rapel é claro foi o auge… medo…pavor.. força… emoção…
Tiveram até lágrimas de emoção…
Foi D+! Resta deixar aqui um grande abraço pro Dr. Anderson, que gentil e pacientemente conduziu um por um na descida… Obrigada! Muuuuuito mesmo!!!

Curtam aí o vídeo das fotos do rapel….

Para baixar as fotos, Clik aqui. Demora um pouco, mas vale a pena!